domingo, 11 de dezembro de 2011

#PoucasPalavras


Domingo (11) tive o prazer de estar presente na COHAB e conhecer uma rapaziada do bem usando a fonte calibre 12 como arma de transformação  social, um pouco mais da performance Hip Hop que mistura, em níveis sucessivos, gêneros que para a cultura ocidental seriam diferentes e separados (músicas, poesia, dança, pintura). A interpretação, a fusão de todos esses elementos que faz dela uma forma artística que não seria equivalente à soma dos elementos separados. Para compreender a multidimensionalidade da performance, é necessário fazê-lo em seu contexto social. Fora deste contexto social, somente se compreenderiam alguns dos elementos, mas não só como um conjunto de dança, música, poesia e artes plásticas, senão como uma performace inserida num contexto social, neste caso marginal, cheio de problemas sociais, educacionais e de exclusão social. Este contexto social é o que dá sentido à performance."



Abaixo texto publicado no Facebook do Fernandes Oliveira

#Poucas Palavras talvez não fossem bastante para definir como foi a 1ª Mostra de Literatura Periférica de Praia Grande-SP, saímos de lá com a alma lavada e exposta ao sol no sarau e com a certeza de que Poesia é da Hora Mano!, e que os Rastros de Palavras podem nos levar a locais e a conhecer pessoas das mais diversas áreas. Sim, mais de dez livros numa mesa e entre a Literatura do Oprimido e uma Constelação de Idéias foi o nosso bate-papo e encontro e o mesmo ecoará Pelas Periferias do Brasil. Fazer com que as Poesias de um mundo louco cheguem a um maior número de mentes ou que Um sonho de Periferia torne-se real e venha para demonstrar em verso e prosa que é possível alcançar as metas e vencer, como seres humanos e cidadãos, quaisquer que sejam os desafios que nos apresentem se mantivermos juntos seremos mais fortes e que somos lúdicos e sabemos aplaudir e valorizar a Ludicidade dos demais."




Poucas Palavras esse é o livro que o rapper Renan trouxe para ser lançado  na 1° mostra de literatura Periférica da cidade de Praia Grande, além do livro o músico líder do grupo Inquérito vem com o vídeo clipe de mesmo nome que homenageia a literatura marginal para ser exibido, além dele a mostra traz também a escritoras Marah Mendes com participações em antologias do Brasil e exterior,Lunna com participação na antologia Pelas Periferias o Brasil vol. V, Ludimar Gomes autora do livro Ludicidade entre outras publicações ,integrante da Casa do Poeta Brasileiro de Praia grande, Sarau das ostras ,os escritores NP autor do livro Poesias de um mundo Louco,1° livro de literatura Periférica da cidade de Praia Grande, integrante do grupo de rap Ruídos Negros, Sarau das Ostras e Casa do Poeta brasileiro de Praia Grande, Hugo Paz autor de vários livros destaque para o livro Rastros de Palavras que o autor traz para a mostra, Oliveira Participante da antologia Pelas Periferias do Brasil vol. V organizada pelo escritor Alessandro Buzo,Toni C  que traz o livro Sonho de Periferia organizado por ele ,após oficina de literatura para crianças carentes na Ong Orpas,Vulgo Elemento com o livro Constelação de Idéias ,houve bate papo e tarde de autógrafos , finalizando o evento, Sarau das Ostras mostrou porque aPeriferia tem Palavra, o evento foi organizado pela produtora e assessora Néia Oliveira e o grupo Sarau das Ostras com apoio da Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande, Nação hip hop Brasil ,Editora literata ,Frente nacional de Mulheres no Hip Hop , Casinha branca (cohab) e Ong Arco Iris\ Praiamarfm.org.br  e  muita informação e poesia em Poucas Palavras.O evento aconteceu no Centro Comunitário Canto do Forte(Casinha Branca) na cohab no dia 11/12 apartir das 15:00.





"Se a historia é nossa, deixa que nóis escreve..."


.