terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Entrega Centro de Patologia Obstétrica no Irmã Dulce


Estivemos participando da inauguração nesta terça-feira (20), às 10 horas, do Centro de Patologia Obstétrica do Complexo de Saúde Irmã Dulce. Funcionando no terceiro andar, ao lado do Centro Cirúrgico, a unidade é composta por dez leitos e conta com o “Espaço da Gestante”, uma área de convivência das pacientes com mesa de jantar, sofá com televisão, vasos de plantas e sala de computação com acesso à Internet.

O novo serviço é resultado da parceria entre Município e Estado, atendendo Praia Grande e outras cidades da região. O centro possui uma enfermaria com cinco leitos, duas enfermarias com dois leitos cada e uma com apenas um leito, que pode ser usado como isolamento. Dotadas de aparelhagem específica, todas contam com sanitários com chuveiro. O posto de enfermagem, onde atuarão os profissionais, tem sanitário para uso de funcionários. As paredes do centro exibem o tom verde erva-doce do hospital, que acalma e conforta.

Responsável pelo serviço de Obstetrícia e Ginecologia do hospital e assistente da Diretoria Técnica, o médico Airton Gomes destaca que a inauguração deste centro é um importante avanço na assistência hospitalar: “Com este serviço, o Complexo Irmã Dulce melhora a qualidade do atendimento materno-fetal em alta complexidade, beneficiando gestantes da Cidade e região”, disse.

Entre as patologias mais frequentes, o centro receberá, por exemplo, casos de diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, doenças infecciosas, gemelaridade e restrição de crescimento, entre outros.

Diferencial - De acordo com o gerente de Enfermagem Adilson Teixeira, que acompanhou toda a obra, a ideia do “Espaço da Gestante” foi prestar um atendimento diferenciado às pacientes com patologias obstétricas, reproduzindo o ambiente de uma casa. “Como elas permanecem internadas por períodos maiores, a sala de convivência permite relaxamento e entretenimento”, afirma.

Totalmente climatizado, o centro tem localização estratégica, com acesso direto ao elevador social pela sala de convivência e, o mais importante, a estrutura do Centro Cirúrgico no mesmo andar. “Fomos muito felizes na escolha do lugar. Diante de qualquer intercorrência, contamos com uma sala de emergência preparada ao lado, já que os leitos são contíguos ao Centro Cirúrgico”, menciona.

O gerente de Enfermagem acredita que o “Espaço da Gestante” contribuirá para que o hospital aperfeiçoe o Método Canguru, já realizado informalmente. Por meio do contato pele a pele, a mãe estimula o desenvolvimento do bebê de baixo peso. O método apresenta vários benefícios, entre os quais aumento do vínculo mãe-filho, estimulação sensorial, incentivo ao aleitamento materno e melhor controle térmico.

Para o secretário de Saúde Pública de Praia Grande, Adriano Springmann Bechara, os novos leitos são uma conquista não somente para a Cidade, como para a região. Antes, as internações só eram possíveis no Hospital Guilherme Álvaro, em Santos. Esta foi uma das necessidades que apresentamos na ocasião da elaboração deste importante convênio com o Estado”, destacou.



Do total de leitos atuais do Irmã Dulce, 148 são custeados pelo município e 50 pelo Estado. A internação municipal se divide em 42 leitos para Clínica Médica; 29 para Clínica Cirúrgica; 26 para Maternidade; 19 para Pediatria; 12 para Clínica Cirúrgica Eletiva; 10 para Psiquiatria; 10 para UTI Neonatal. O atendimento conta ainda com cinco salas de Centro Cirúrgico.

Além dos 10 novos leitos de UTI Pediátrica, são mantidos pelo governo estadual 30 unidades de Clínica Cirúrgica e 10 de UTI adulto. Estão sendo finalizadas as entregas de outras unidades para leitos alta complexidade com recursos estaduais, sendo 10 para Ortopedia; 10 para Cirurgia Geral; 10 Clínica Médica.



 Pronunciamentos na Inauguração do espaço da gestante Irmã Dulce de Praia Grande by Osvaldo Costa