quinta-feira, 20 de agosto de 2015

DIA NACIONAL DO MAÇOM



 Não entraremos aqui na questão sobre qual o verdadeiro dia do maçom no Brasil, posto que isso traria apenas um acerto de datas, quando muito. E a data que nos interessa, neste momento, é aquela que permite a existência de um dia dedicado, ao Maçom, não importando para sua comemoração se ele está situado no início ou no fim do calendário ou no fim ou no início de um determinado mês. Sabemos de duas versões que circulam na Maçonaria Brasileira. A oficial, que é a que hoje comemoramos: 20 DE AGOSTO; e a versão de vários historiadores maçônicos e não-maçônicos, que variam entre 9 e 12 de setembro. Deixemo-las aos historiadores. Em 20 de agosto de 1822, foi convocada uma reunião extraordinária do Grande Oriente do Brasil por Joaquim Gonçalves Ledo, face a ausência de José Bonifácio, Grão-Mestre que encontrava-se viajando. Gonçalves Ledo seu substituto hierárquico na maçonaria brasileira, profere um eloquente discurso, expondo aos maçons presentes a necessidade de ser imediatamente proclamada a independência do Brasil. A proposta foi votada e aprovada por todos os presentes. A cópia da ata dessa reunião foi encaminhada a D. Pedro I que encontrava-se também viajando e, recebeu tal decisão às margens do riacho do Ipiranga em 7 de setembro, ocasião que o Imperador proclamou a independência do Brasil por encontrar respaldo e mesmo determinação da maçonaria brasileira. 20 de agosto foi escolhido para ser o dia do maçom brasileiro, porque nessa data que realmente a nação se tornou independente, por força e decisão da maçonaria. Esta data consta do art.179 da constituição do Grande Oriente do Brasil e do art. 275 do Regulamento, ordenando a comemoração da data no dia 20 de agosto.

Prof. Gabriel Campos de Oliveira